Anamnese correta na odontologia

Quando o paciente chega pela primeira vez no consultório, não adianta pedir para ele ir abrindo a boca e já analisando todos os dentes. O primeiro contato entre o cirurgião-dentista e o paciente tem etapas diferentes das de um tratamento.

Essa fase é o momento para que você possa entender melhor o seu paciente, seu histórico familiar e, porque ele está ali, sem contar que isso gera proximidade e estimula a confiança do paciente. Por isso, não ignore essa etapa e tenha preenchida a ficha de anamnese odontológica de seus pacientes.

Para executá-la o dentista pode optar por uma conversa mais informal, por tanto, um bate-papo sobre a vida ou seguir um formulário pré-formatado para essas ocasiões. Nos dois casos o profissional irá obter sucesso no procedimento a escolha varia mais pelo estilo de trabalhar do dentista. Mas, vale alertar, que mesmo na conversa informal algumas questões têm que ser levantadas e registradas, como:

 

  1. Identificação do paciente;
  2. Queixa principal;
  3. História da doença atual;
  4. Histórico de saúde pessoal e familiar;
  5. Hábitos e vício;

 

Seguindo todo esse procedimento você será capaz de evitar situações graves, como ocorrências médicas no consultório, que podem acontecer em decorrência de uma reação alérgica ou por doenças pré-existentes do paciente. Faça a sua parte.

Gostou do artigo e quer receber mais conteúdo como esse? Cadastre seu e-mail:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *