Técnicas para restaurar a perca de esmalte

A estética de um belo sorriso é importante, mas a perca de esmalte pode trazer outros problemas para o paciente. Por isso o profissional deve estar sempre atento e saber exatamente como proceder em caso de restauração.

O esmalte tem a importante função de proteger os dentes, com uma capa rica em minerais -um material fino que reveste a dentina – que protege contra cáries, sensibilidade e outros problemas. Mas a perca do esmalte pode vir de vários fatores e para alguns pacientes é imperceptível.

Como em todos os procedimentos a complexidade do tratamento é variável para cada paciente e proporcional ao grau de dano. Com isso a atenção do dentista pode ajudar a detectar cedo e com danos mais leves, podendo ser tratada com cremes dentais, gel e antissépticos bucais com fluoreto e uma alimentação mais rica em vitaminas.

Quando há um desgaste maior no esmalte e então danos mais profundos, são procedimentos que exigem um conhecimento técnico mais apurado do profissional. O qual deverá avaliar o tamanho dos detrimentos e assim recomendar tratamentos como o recobrimento com resina, a colocação de folheados de cerâmica ou a remineralizarão através da aplicação de concentração maior de flúor.

Em outros casos, quando não são mais restauráveis e o risco à saúde do paciente está potencializado, é indicado que o dentista opte por tratamentos de colocação de coroas, facetas laminadas e em casos extremos a extração do dente, que será substituído.

Gostou do artigo e quer receber mais conteúdo como esse ? Cadastre seu e-mail:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *