CRESCIMENTO ODONTOLÓGICO

Se a Gnatus fosse explicar sua história seria mais ou menos assim:

 

A engenharia e a odontologia podem estar bem distantes para quem quiser analisar às duas áreas. Talvez se encontre semelhanças na existência de conceitos com nomes de “pontes” e “pilares”, mas vou explicar como cheguei até aqui.

Tudo começa em 1976, aqui no Brasil, minha trajetória como indústria no ramo de odontologia. Eu chegava no mercado para produzir articuladores – aparelho que simula os movimentos da mandíbula, algo bem ligado ao meu nome.

A sede pelo progresso sempre foi muita e com isso, antes mesmo de eu completar 10 anos, meu nome já estava sendo estampado em articuladores, unidades de água e cadeira. O que me garantiu participação em grandes congressos nacionais e internacionais.

O trabalho e as produções sempre se multiplicando, com exportação para 65 países e assim o reconhecimento, em 1996, como a 2ª fabricante de equipamentos odontológicos.

Nesse momento você já pode estar achando que entendeu toda a ligação entre a engenharia e a odontologia, que vim contar – produção em grande escala, maquinários e projetos – mas ainda não é essa a ligação que quero chegar.

Sempre presei pela qualidade e em garantir isso aos clientes. Em 1997 isso começou a ser certificado por empresas externas. Orgulho-me bastante que em 2000 tive minhas cadeiras certificadas pelo INMETRO, sendo a primeira com essa certificação.

A empolgação foi tanta que revolucionei nos produtos e em 2004 trouxe o lançamento da Linha Syncrus, um designe bem arrojado, biosseguro e tecnológico para consultórios.

Para manter minha tradição, fui pioneira, novamente, quando em 2007 lancei os refletores de LED. Afinal é extremamente importante ser tecnológico, pensar na economia do consumidor e no bem-estar do meio ambiente.

Um ano depois, quando uma startup com o nome de Q2Tec nasceu, a minha ligação entre engenharia e odontologia teve início. Eu ainda não sabia dessa sintonia, mas ela já existia, pois, enquanto eu lançava a linha de raios x Sommo, com a tecnologia Green de 95% menos de chumbo, os engenheiros fundadores da startup traziam para o mercado uma tecnológica bomba de vácuo portátil, econômica no consumo de água.

Caminhamos em 7 anos, ainda separados, eles lançaram motor de implante, buscaram certificações de renome, planos de expansão com produtos de peças de mão e equipamentos da mais alta tecnologia. Eu desenvolvi consultórios novos, fiz parcerias para produção internacional e até tentei outro relacionamento com outra grande indústria de odontologia.

Não era para ser. Aquela fusão foi interrompida pelo CADE e então tudo aconteceu. Os visionários da Q2Tec enxergaram o potencial das minhas fábricas e produtos, assim como eu identifiquei neles a vontade e interesse pela qualidade e tecnologia. Minha ligação com a engenharia ficou completa.

Em 2017 veio a confirmação, nossas histórias se fundiram! O meu empenho sempre foi em oferecer muita tecnologia com design arrojado, transformando o dia a dia de cada consultório. Já a caminhada deles, desde o início, teve um só objetivo: revolucionar o mercado da odontologia. Caiu tudo como uma luva, a minha tradição e credibilidade encontrou tudo o que precisava na inovação e visão de mercado deles.

Hoje somos a Gnatus o maior portfolio odontológico, que evolui com confiança para prover ferramentas que trazem sorrisos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com