fbpx

Criado por: Ana Paula Carloni

O implante é comum na boca de muitos brasileiros ou a necessidade dele e um bom profissional precisa conhecer tudo sobre o assunto e os principais matérias para usar. Então venha com a gente saber sobre a implantodontia e os materiais para procedimento.

A Implantodontia

implantodontia

Implantodontia é a especialidade da odontologia que realiza procedimentos como implantes de materiais aloplásticos destinados a suportar próteses unitárias, parciais ou removíveis e próteses totais.

Este tipo de material deve ser sintético, ou seja, biomaterial não tóxico, justamente por seu contato com o tecido e fluidos do corpo sem efeitos secundários nocivos. Além de ter sua superfície capaz de unir firmemente ao osso.

Para garantir todos esses conhecimentos em implantodontia e restaurar as funções estéticas e mastigatórias do paciente, devolvendo sua autoestima e qualidade de vida os profissionais levam em média dois anos e devem se atentar a pontos como os que vamos citar abaixo.

Analisar a resistência, força mecânica, compressão torção, corrosão e desgaste dos materiais. Por isso elencamos os principais materiais para escolha nesses procedimentos.

Implantes Zircônia

Zircónia, ou dióxido de zircónio, é um material cerâmico muito duro, que está ganhando o mercado das próteses por combinar muito bem com a cor dos dentes naturais.

Dentre as principais vantagens deste material na implantodontia, podemos destacar que além de sua ótima integração com o osso e a gengiva o seu nível de corrosão é extremamente baixo e, por isso, vem sendo considerado o material mais próximo de ser à prova de corrosão.

Implantes de titânio

A liga de titânio (Ti6Al4V, grau 6), é um material leve, fácil de moldar, resistente e ideal para tecidos fusíveis ao osso e gengiva, sendo o mais escolhido para próteses, pelos profissionais.

Também é encontrado este material para a implantodontia com liga de metal. Feitos com 90% de titânio, 6% de alumínio e 4% de vanádio. Onde o alumínio reduz o peso do implante e melhora a sua durabilidade, e vanádio reduz a condutividade térmica do implante e aumenta a sua dureza.

Implantes de Dissilicato de Lítio

A alta resistência do dissilicato de lítio o indica como ideal para confecções de facetas finas, pontes e inúmeros procedimentos protéticos.

O uso adequado deste material na implantodontia também permite ao profissional um serviço mais completo e duradouro.

Outros materiais

Alguns Implantes podem ser feitos de outros metais, como aço, ouro, platina e liga de paládio. Mas os elencados acima vem sendo as principais e mais eficazes escolhas dos profissionais.

 

Conheça a linha de equipamentos odontológicos da Gnatus específicas para procedimentos de implantodontia e descubra como conquistar esse diferencial para o seu consultório!

Você também pode se interessar:

Odontologia digital como aliada da implantodontia

As vantagens de digitalizar seu consultório

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *