O FUTURO DA ODONTOLOGIA PÓS PANDEMINA

futuro_odontologia

O dentista é uma das profissões mais propensas a contrair o coronavírus pela proximidade com o paciente (por estar a menos de um metro de distância) e por usar aparelhos com aerossóis que espalham gotículas de salivas e sangue o tempo todo.

Além dos aparelhos de spray espalharem as gotículas de saliva e sangue em um raio de até dois metros, consultórios têm cuspideiras onde ficam depositados resíduos de saliva e sangue e isso é uma exposição direta ao COVID-19 se o paciente estiver contaminado.

O perigo é que, mesmo bem higienizado, o vírus pode permanecer em superfícies sem vida por até nove dias, indicam os estudos sobre o assunto.

Eles tiveram que acrescentar novas medidas de prevenção e controle de contágio nos atendimentos odontológicos, fazendo adaptações na rotina dentro e fora dos consultórios com aventais descartáveis, protetor facial e desinfecção total do ambiente, atitudes obrigatórias frente à pandemia do novo coronavírus.

A tranquilidade do tratamento feito pelo paciente virá do aumento da biossegurança do consultório e do profissional, afinal o mundo e a humanidade não será mais o mesmo depois dessa pandemia e um novo cenário acontece com novos padrões de serviços e consumo.

Ninguém quer qualquer tipo de atendimento, todos querem atendimento com qualidade e segurança e os dentistas retomam suas funções em uma situação desafiadora.

O momento é de reestruturação de negócios, profissionais que se posicionarem pelo valor e qualidade no atendimento crescerão ainda mais, isso já era um movimento que vinha acontecendo, pois existe um medo geral da disseminação do COVID-19.

Para o paciente existe novos padrões de consumo, os gastos com a saúde bucal exceto as urgências e emergências será a médio e longo prazo e para que o dentista amplie o atendimento em sua clínica deverá ter um melhor conhecimento do seu público alvo.

A “indicação” sempre foi o método utilizado, mas agora é imprescindível que ele esteja presente nas redes sociais fazendo uma comunicação direta com seus potenciais clientes.

O marketing digital é essencial para que se esteja inserido nessa nova fase pois nunca se viu nas redes sociais tantos profissionais fazendo “lives” e isso acelera a aproximação com o público alvo, essa tendência também vai ocorrer com ensinos a distância.

Os clientes estão buscando atendimento com segurança, qualidade e excelência e isso depende do posicionamento do profissional que deverá entender que a necessidade é mãe das virtudes e se sobrepõe aos desejos, portanto o cliente poderá migrar caso não haja esta percepção do dentista.

Esse é um momento de doação, de ação, propósito e compromisso, não na teoria e sim na prática pois as pessoas estão mais sensíveis e o momento é de crise.

A forma de como o profissional irá demonstrar tudo isso para seus clientes vai impactar na percepção deles sobre o profissionalismo do dentista e a continuidade ou ruptura dos tratamentos odontológicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *