Odontologia Hospitalar: Entenda.

Das diversas áreas de atuação de um dentista a opção de odontologista hospitalar vem ganhando muito espaço no mercado. A evolução e integração das áreas da saúde é a grande responsável por esse desfecho.

Se você já pensou nessa possibilidade ou se agora ficou interessado no assunto, continue conosco nesse texto para entender mais sobre a odontologia hospitalar.

Sabemos que em um ambiente hospitalar o paciente pode apresentar problemas sistêmicos no aparelho estomatognático, principalmente se acompanhado do uso excessivo de alguns medicamentos. Por isso, a presença de um profissional que intenda de maxila, mandíbula e temporal pode ser de suma importância para a melhora e a alta com segurança dos internados.

Neste ambiente o dentista irá atuar de forma integrada com a equipe médico, visando sempre melhorar a qualidade de vida do paciente, diminui o tempo de permanência em leito por procurar a eficiência na recuperação dele.

O exercício em função de um cirurgião-dentista no âmbito hospitalar é avaliar e diagnosticar infecções da cavidade bucal, tratar as condições bucais que possam colaborar para a manutenção ou piora de desordens sistêmicas graves, usar de meios preventivos para evitar que o paciente seja acometido por infecções respiratórias, entre outras atitudes.

Em leitos das UTI’s apesar de as condições do paciente demandarem uma cautela maiores os procedimentos não diferem, mas podem ser mais decisivos do que nunca. Já que nesses casos, doenças secundárias podem ter grandes influências na recuperação do paciente.

A atuação é desafiadora dado que a constante dentro de um hospital pode ser intensa e cheia de surpresas e emergências, mas tem seus requintes de beleza quando a evolução e recuperação de um paciente é impactada pelo seu vasto conhecimento em odontologia.

Gostou do artigo e quer receber mais conteúdo como esse? Cadastre seu e-mail:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *