fbpx

Ano passado trouxemos um pouco da história de Lucy Beaman Hobbs Taylor e Isabella Von Sydow, respectivamente a primeira mulher a ser reconhecida como dentista e a primeira Brasileira a ser reconhecida como dentista. Mas você sabia que antes de Lucy outra guerreira exerceu a odontologia?

Sim. Emeline Roberts Jones foi a primeira mulher a praticar odontologia, de que se tem registo. Ela se casou com um cirurgião dentista e aprendeu a arte de ser um dentista, secretamente, pois nem o próprio marido acreditava em sua capacidade.

Após anos dedicados a estudos, em 1855, ela conseguiu provar sua competência e conseguiu atuar ao lado do marido como assistente. Mas só após a morte do esposo, no ano de 1864, é que ela se tornou dentista.

De 1876 até sua aposentadoria em 1915, ela teve seu próprio consultório em New Haven, Connecticut, onde era considerada uma das maiores e mais lucrativas clínicas. E serviu no Woman’s Advisory Council do World Columbian Dental Congress em 1893.

Emeline só teve sua competência reconhecida pela Connecticut State Dental Society em 1912, quando foi eleita membro honorário.

Você também pode se interessar:

O poder feminino na odontologia brasileira

 

Quer receber mais conteúdos como esse? Cadastre-se agora:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *