Odontologia suplementar em constante crescimento e beneficiários felizes

Estar presente no cenário mercadológico hoje exige oferecer mais serviços capazes de atender diferentes tipos de demandas. Não apenas aqueles ligados ao consumo diário, mas principalmente aos produtos originados de nichos específicos, que buscam evidenciar sua participação no mercado, bem como seu papel no desenvolvimento do bem-estar populacional, como ocorre na saúde suplementar.

Neste mês em que é comemorado o Dia do Cliente (15), refletimos ainda mais sobre o quanto o envolvimento de empresas com seus consumidores é fundamental para o fortalecimento da economia local e, consequentemente, das representações de mercado ligadas à marca nacional. E ao referenciar toda a perspectiva e vivência na saúde suplementar, esta conexão se torna essencial.

Especificamente no segmento da odontologia suplementar, a relação entre beneficiários e planos odontológicos vem demonstrando a cada ano um relacionamento construído à base de resultados sólidos, algo que já é percebido por todos os atores desta cadeia. Para evidenciar mais claramente este cenário, a pesquisa realizada pelo Ibope e encomendada pelo IESS trouxe dados que destacam os 86% do nível de satisfação dos usuários, o que representa um crescimento de 6% em dois anos. Desenvolvida em oito regiões metropolitanas do País, a consulta também pontua que 93% recomendariam a familiares e amigos próximos o serviço.

Muitos indicadores poderiam estar elencados ao crescimento proporcionado nestes últimos anos, especialmente pela odontologia suplementar possibilitar aos seus usuários um atendimento mais próximo, planejado e com amplo acesso, tanto regional quanto nacional. Sobretudo, o segmento trabalha com um custo-benefício bastante atrativo a quem precisa de assistência odontológica em uma rede de credenciados variada e bem posicionada para atendê-lo em cada estado brasileiro, com qualidade.

Por todo este histórico, não é por acaso que a área alcançou o patamar de 25 milhões de usuários em julho, de acordo com balanço realizado pela ANS. Números bastante expressivos que ressaltam o papel dos planos odontológicos na saúde bucal dos brasileiros, além de reforçar o atual cenário nacional desse segmento e o quanto podemos projetar para um futuro de grandes expansões e melhoria da qualidade bucal da população.

Artigo de Geraldo Almeida Lima – Presidente do Sinog – Sindicato Nacional das Empresas de Odontologia de Grupo

Fonte: Revista Apolice

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *