fbpx

Dentistas administram anestesia inúmeras vezes no seu dia a dia, mas você diria que conhece os principais cuidados para se tomar ao aplicar uma anestesia? Você tem toda a segurança para isso?

Trouxemos alguns pontos importantes que merecem sua atenção se você é um dentista cuidadoso e que pensa sempre no bem-estar dos seus pacientes.

O primeiro passo está na ficha inicial que será a base para qualquer procedimento. Nele você deve incluir perguntas para que o paciente responde sobre doenças sistêmicas, histórico médico familiar, alergias e a saúde da boca. Outra pergunta que pode ajudar nessas situações é se o paciente tem medo de agulha.

Todo esse questionário pode ser útil, também, durante a aplicação da anestesia, afinal é importante que o profissional observe como o paciente reage enquanto é anestesiado. Nesse momento é importante perguntar se o paciente está bem, analisar se há taquicardia ou mudança na respiração, por exemplo.

Por isso a pergunta sobre o medo pode ser uma dica de ouro. Sabendo que o paciente se sente muito desconfortável com a agulha, você pode passar uma pomada anestésica antes, tentar distrair o paciente com outo assunto ou uma imagem no seu kit multimídia. Tudo para evitar o nervosismo e um possível coração acelerado.

Outro opcional Gnatus que pode ajudar nesse momento de tensão é o kit massageador, instalado na sua cadeira, ele além de trazer um ar mais luxuoso para a sua clínica, também é excelente para relaxar o paciente que recebe uma massagem nas costas enquanto é atendido.

Outro ponto é ao começar a anestesia, o dentista para de injetar o líquido por um momento e observa se há sangue dentro do tubete. Pois, quando isso acontece, pode ser indicativo de que a agulha está dentro de um vaso sanguíneo, o que não deveria acontecer.

Nesse tipo de situação é recomendado que se desloque a agulha um pouco para que o líquido anestésico não seja injetado por inteiro pela via endovenosa. Esse acidente pode causar ao paciente uma taquicardia leve que pode durar até 10 minutos. Isso acontece de vez em quando e é comum.

Deve-se muito atento a técnica de anestesia escolhida, afinal ela está diretamente ligada ao procedimento que será feito. Cada caso deve ser estudado antes de se escolher e aplicar o anestésico.

Junto com a técnica você terá que optar por qual anestésico usar e não se encante pelas milhares de opções que tem no mercado e suas variedades de valores. Um bom profissional faz a escolha pensando sempre no melhor do seu procedimento e no conforto do seu paciente.

Você também pode se interessar:

Cuidados com pacientes grávidas

Odonto tecnologia: As novas tecnologias da odontologia

 

Quer equipar seu consultório com os melhores opcionais do mercado? Deixe seu contato aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *